Alternativas para o uso racional de agroquímicos e para a redução dos custos de produção

Manejo integrado de pragas e sustentabilidade na Fruticultura

País ocupa a terceira posição mundial no cultivo de fruteiras


A fruticultura brasileira destaca-se pela produção diversificada em diferentes condições de clima, solo e relevo. O país ocupa a terceira posição mundial no cultivo de fruteiras.

Minas Gerais possui papel relevante na produção de laranja, banana e abacaxi e produz em escala uva, tangerina, limão e pêssego, dentre outras frutas. A região Sul do Estado concentra cerca de 60% da produção nacional de morangos.

A incidência de pragas e a dificuldade para o correto manejo estão entre os maiores gargalos da atividade. A nova edição do Informe Agropecuário traz informações sobre as principais pragas que atacam fruteiras de clima temperado, tropical e subtropical e estratégias de manejo integrado para as culturas do morango, coco, banana, uva, citros, pêssego e maçã, dentre outras.

Alternativas para o uso racional de agroquímicos e para a redução dos custos de produção são essenciais para o aumento da qualidade e da oferta de frutas ao consumidor final.

As tecnologias geradas pela pesquisa agropecuária têm contribuído para o aumento sustentável da produtividade, facilitando o acesso e o permitindo cultivo e a adaptação em regiões antes consideradas não aptas.

O Informe Agropecuário "Manejo de pragas de fruteiras de clima temperado, subtropical e tropical" teve a coordenação dos pesquisadores da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG) Lenira Viana Costa Santa-Cecília e Rogério Antônio Silva.

Mais informações:

EPAMIG- Divisão de Promoção e Distribuição de Informação Tecnológica

Telefax: (31) 3489-5002 - e-mail: publicacao@epamig.br-  Páginas: 112 - Preço: R$15

Comentários

VEJA TAMBÉM...