Compras dos Estados Unidos impulsionaram aumento

Exportação brasileira de suco de laranja cresceu 36%

País enviou ao exterior 467,6 mil toneladas do produto de janeiro a maio


As exportações de suco de laranja do Brasil cresceram 36% nos cinco primeiros meses deste ano, segundo dados divulgados pela Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos (CitrusBR). De janeiro a maio de 2017 foram embarcadas 342,7 mil toneladas e nos mesmos meses deste ano foram 467,6 mil toneladas.

Em valores, o Brasil faturou US$ 869,6 milhões com as vendas do suco de laranja no acumulado deste ano até maio contra US$ 649,5 milhões em iguais meses de 2017. O crescimento foi de 34%, o equivalente a US$ 220,1 milhões.

A União Europeia, primeiro maior mercado do produto, comprou 236,4 mil toneladas do suco brasileiro, com aumento de 5%. A receita obtida com vendas para a região avançou 1%, para US$ 438,7 milhões.  Os Estados Unidos, que ocupam o segundo lugar no ranking dos importadores, adquiriram 155,5 mil toneladas de janeiro a maio, com alta de 169%. A receita desta comercialização subiu 170% e ficou em US$ 281,7 milhões.

O terceiro maior mercado foi o Japão, com 33,9 mil toneladas e avanço de 69%. O faturamento destas exportações foi de US$ 66,4 milhões e cresceu 89% no acumulado dos cinco primeiros meses sobre igual período de 2017.

O quarto maior comprador do suco de laranja brasileiro foi a Suíça e o quinto a Coreia do Sul. Os países árabes não constam entre os cinco principais mercados do produto no exterior. E material divulgado, a CitrusBR afirmou que os Estados Unidos impulsionaram os embarques do segmento, após recuperação da oferta no Brasil.

*Redação - anba@anba.com.br

Comentários

VEJA TAMBÉM...