Evento será em maio, em Santa Catarina

VII Simpósio Brasileiro sobre a cultura do Maracujazeiro e II Seminário Sul-brasileiro sobre Maracujazeiro


colh-maracuja.jpg

A Epagri tem o prazer de anunciar a realização do VII Simpósio Brasileiro sobre a cultura do maracujazeiro e do II Seminário Sul-brasileiro sobre maracujazeiro

durante os dias 23 a 25 de maio de 2017, na cidade de Balneário Arroio do Silva, Santa Catarina.

O objetivo do evento é de atualizar tecnologicamente a cadeia produtiva do maracujazeiro do Brasil com conhecimentos técnicos-cientificos, bem como reunir pesquisadores, técnicos e professores da iniciativa pública e privada para a definição de novos rumos na geração e difusão de conhecimento para o produtor de maracujá do Brasil.

Durante estes três dias serão promovidos diálogos entre os participantes, principalmente, sobre as técnicas de cultivo, mercado interno e externo para frutos e produtos industrializados, bem como os desafios para a estabilização desta cultura nas diferentes regiões do Brasil na próxima década. Está prevista a realização de visitas guiadas em pomares comerciais de maracujazeiro-azedo do Sul-catarinense. Serão aceitos resumos de trabalhos científicos e relatos de experiências de extensionistas rurais. Os trabalhos deverão ser apresentados em formato de pôster impresso. As normas para envio e publicação dos resumos serão enviadas posteriormente.

Informações: Dr. Henrique Belmonte Petry - Epagri-Estação Experimental de Urussanga - e-mail: henriquepetry@epagri.sc.gov.br - telefone: (48) 34031379

Mais https://sites.google.com/view/7simposiobrasileiromaracuja

Colheita do maracujá da safra 2017 inicia em Santa Catarina - Na propriedade de Marcelo Bendo, em Sombrio, onde há 24 anos foi plantada a primeira lavoura de maracujá da região, representantes da Epagri, agricultores e autoridades abriram oficialmente a colheita da fruta na safra 2017 em Santa Catarina. A cerimônia foi realizada na quinta-feira, dia 12 de janeiro.

O gerente regional da Epagri de Araranguá, Reginaldo Ghellere, conta que o cultivo do maracujá em Santa Catarina envolve diretamente 1.200 famílias. Dessas, pelo menos 800 estão na região de Araranguá. ?Essa cultura já é a terceira atividade agrícola mais importante na região e, nesta safra, deve movimentar R$50 milhões em valores pagos aos produtores da fruta?, calcula. Esse resultado não vem por acaso: é fruto do esforço dos produtores em parceria com a Epagri, que mobilizou profissionais de pesquisa e extensão com a missão de estruturar a cadeia produtiva no Sul do Estado e consolidar a cultura como uma atividade rentável para os agricultores. O objetivo é gerar, validar e difundir tecnologias para melhorar a produtividade e tornar o cultivo mais sustentável.

Comentários

VEJA TAMBÉM...