Notícias do Pomar

Ciclo de atualização técnica na cultura da macieira

Estratégias para minimizar os prejuízos com as pragas nos pomares


Como forma de atualização técnica na cultura da macieira, através do  Escritório Municipal e Estação Experimental de Epagri de São Joaquim, realizou-se  um ciclo de palestras em São Joaquim na comunidade do Luizinho no dia 20 de agosto. Evento  contou com a participação de 88  pessoas entre fruticultores , técnicos e colaboradores da região e teve como objetivo mostrar ao público as principais tecnologias, trocar experiências e os principais utilizados nesta cultura, como forma de recapitular conceitos, ampliar conhecimentos, melhoria na qualidade dos frutos e aumento de produtividade  dos pomares.

O evento contou com a participação de palestrantes da pesquisa e extensão da Epagri e uma participação da nova diretoria da Associação Catarinense de Maçã e Pera - AMAP -, que mostrou novos desafios da diretoria e seus planos para sua nova gestão.

Os assuntos que forma tratados foram sobre: quebra de dormência e  avaliação do frio em 2019 , manejo de colméias para  polinização, manejo das principais doenças, estratégias para minimizar os prejuízos com as pragas nos pomares, principais podridões e qualidade no armazenamento.

Nos assuntos que foram apresentados comentou-se sobre a importância da qualidade do frio neste outono/inverno em que tivemos até o momento cerca de 380 hs de frio abaixo de 7,2° C, valores bem abaixo da média histórica na região, o que pode dificultar a brotação e   na questão de formação de gemas floríferas, por isto se torna imprescindível o uso de produtos  para ajudar na quebra de dormência nesta safra, para que tenhamos um brotação uniforme e com isto uma série de fatores fisiológicos, hormonais e nutricionais  que podem influenciar  durante todo ciclo da cultura.

Juntamente com isto, discutiu-se a polinização realizada pelas abelhas, prática fundamental para aumentarmos a frutificação efetiva e garantia de produção dos pomares, a importância, os cuidados e o manejo correto para que tenhamos colméias fortes e a quantidade necessária de abelhas para polinização dos pomares cada vez com maior densidade de plantas.

Na parte de doenças e pragas podemos destacar a importância dos métodos de controle e trabalhos de erradicação do  cancro europeu, doença que tornou-se mais importantes na cultura principalmente em nosso estado, pelo fato de termos ainda a chance de podermos erradicá-la, sobretudo se fizermos um bom trabalho de conscientização junto aos técnicos e fruticultores e termos atitudes de enfretamento desta doença, além disso discutiu-se sobre a sarna da macieira e mancha foliar da gala doenças importantes para cultura.  Em relação as pragas da macieira comentou-se sobre a rafolitGa e Mosca das frutas, pragas importantes que devemos seguir com o manejo integrado de pragas, realizando o correto monitoramento para intervenção somente no momento oportuno e utilizar outras ferramentas de controle como os feromônios sexuais, a captura massal e iscas tóxicas para evitarmos pulverizações desnecessárias em todo pomar.

Em relação a qualidade da fruta armazenada é fundamental  que ofereçamos produtos saudáveis e de qualidade aos nossos consumidores, isso se inicia com manejo correto  da fonte de inóculo  já nos pomares, que podem causar   podridões de pré e pós colheita provocada por vários fungos conforme demonstrado, causando perdas substanciais  no armazenamento, resultando de perdas nas câmara frias e  oferecendo um produto de baixa qualidade para nosso consumidor final.

 Segundo o extensionistas Marcelo Cruz e Felipe Souza do escritório municipal, o evento foi interessante para mostrar todo conhecimento gerado e que deve ser difundido para os fruticultores, técnicos e o setor, para que possamos ser cada mais profissionais e competitivos, gerar renda e melhorar a qualidade de vida no meio rural, proporcionando um setor mais organizado e um preço mais justo para seu produto. *Marcelo Cruz/Epagri EE São Joaquim/SC

Comments

SEE ALSO ...