Eventos

Aberto em Juazeiro/BA o XXVI Congresso Brasileiro de Fruticultura

Até 04 de Outubro serão oferecidos 60 eventos técnico-científicos, entre minicursos, conferências, mesas-redondas, palestras


Discutir e divulgar os avanços científicos e tecnológicos, desafios e oportunidades da fruticultura de precisão. Foi com esta proposta que pesquisadores, professores, estudantes, produtores, empresários e técnicos de empresas públicas e privadas do Brasil e do exterior, deram início na noite desta segunda-feira (30) em Juazeiro - BA, ao XXVI Congresso Brasileiro de Fruticultura.  O evento, realizado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Semiárido), Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF) e a Sociedade Brasileira de Fruticultura (SBF), foi aberto pelo presidente da comissão organizadora, Paulo Roberto Coelho Lopes, que destacou a programação até a próxima sexta-feira (04 de outubro) quando serão oferecidos 60 eventos técnico-científicos, entre minicursos, conferências, mesas-redondas, palestras e visitas a fazendas e centros de pesquisa na região.

Representando o Sindicato dos Produtores Rurais de Petrolina (SPR), uma das instituições apoiadoras do evento, o gerente executivo da instituição, Flávio Diniz, ressaltou a importância da iniciativa que reúne cerca de 900 profissionais das áreas de pesquisa, ensino e extensão. "Teremos também acesso aos resultados de 800 trabalhos científicos em áreas a exemplo de Biotecnologia, Botânica e Fisiologia, Colheita e Pós -Colheita e Genética. Certamente um grande encontro", garantiu Diniz.  

O Congresso que acontece no Complexo Multieventos da Univasf em Juazeiro, contará também com a presença de professores e pesquisadores de universidades da Austrália e dos Estados Unidos, que vão apresentar estudos com processamento, qualidade e segurança de alimentos, além de trabalhos relacionados com  manuseio, armazenamento, transporte, processos fisiológicos e metabólicos relacionados ao desenvolvimento, maturação e senescência de culturas agrícolas.

Competitividade  -  O presidente da comissão organizadora e também pesquisador da Embrapa Semiárido, Paulo Roberto Coelho Lopes, enfatizou ainda a participação de profissionais experientes em consultorias e empresas privadas de mais de 15 países da América Latina, África Oriental e Sudeste Asiático."Todos irão expor importantes contribuições a processos de inovações técnicas e gerenciais com potencial para elevar os níveis de competitividade da fruticultura brasileira", concluiu.  Ainda durante a solenidade de abertura, falaram o governador do Estado de Roraima, Antônio Denarium, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, o presidente da Sociedade Brasileira de Fruticultura (SBF), Ricardo Elesbão Alves, o chefe geral da Embrapa Semiárido, Pedro Gama, o diretor da AMA e representante da Prefeitura de Juazeiro, Agnaldo Meira, o presidente da Abrafrutas, Luiz Roberto  Barcelos, o diretor da ADAB, Maurício Bacelar e o vice-reitor da Univasf, Télio Nobre Leite.

Comments

SEE ALSO ...