Software apresenta gráficos que, em tempo real, dados como temperatura

Região gaúcha ganha aplicativo meteorológico para celular

O aplicativo busca atender o público urbano da região no cotidiano, com dados em tempo real


A Embrapa Clima Temperado (RS) acaba de lançar um aplicativo para tablets e smartphones com sistema Android que facilita o acesso a dados meteorológicos da região de Pelotas. A ferramenta disponibiliza, com interface móvel e amigável, informações atualizadas minuto a minuto, coletadas por uma Estação Meteorológica Automática (EMA) instalada em 2009 no Posto Meteorológico da Sede da Embrapa Clima Temperado.

“O aplicativo busca atender o público urbano da região no cotidiano, com dados em tempo real. E, do ponto de vista agrícola, oferece as horas de frio (HF), com foco principalmente na fruticultura e nos produtores de pêssego”, explica o pesquisador da Embrapa Sílvio Steinmetz, um dos responsáveis pela novidade e pelo Laboratório de Agrometeorologia (Agromet) da Unidade de pesquisa.

Desenvolvida pelo Agromet em parceria com o Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI), a ferramenta apresenta os dados mínimos e máximos do dia, como temperatura, pressão atmosférica e umidade relativa do ar, e suas respectivas horas de ocorrência, bem como os dados acumulados no período, como chuva diária, mensal e anual. Outro dado fornecido, útil ao agricultor, é a evapotranspiração, termo que representa a perda de água para a atmosfera pela evaporação da água do solo e pela transpiração das plantas. Trata-se de informação importante para decidir sobre a lâmina de água a ser aplicada nas culturas irrigadas.

O software também apresenta gráficos que, em tempo real, ilustram visualmente dados como temperatura, umidade relativa, densidade do ar, sensação térmica, ponto de orvalho, radiação solar, pressão atmosférica e direção dos ventos, por exemplo, totalizando 17 variáveis meteorológicas. Ele elabora, ainda, resumos mensais dos principais dados diários registrados. O aplicativo do Agromet está disponível no Google Play. A intenção é, futuramente, também desenvolver a ferramenta para dispositivos iOS.

Horas de Frio - Do ponto de vista agronômico, um dos destaques é a disponibilização das horas de frio – a quantidade de horas em que a temperatura registrada é menor ou igual a 7,2 graus Celsius. Esse número é importante porque as frutíferas entram em dormência em períodos de inverno como forma de sobrevivência às baixas temperaturas. Então, para que um novo ciclo produtivo tenha início, cada planta – dependendo da espécie e da variedade – necessita de uma quantidade mínima abaixo de 7,2 graus Celsius para recomeçar a brotação e floração. A quantidade dessas horas define, portanto, o desempenho dos pomares. Poucas horas de frio podem comprometer a produção e, inclusive, a longevidade das plantas. Por isso, é a partir da quantidade de horas de frio que são definidas algumas práticas de manejo. Caso não ocorram horas de frio suficientes, por exemplo, o produtor deve complementar a quebra de dormência com tratamentos químicos.

Esse tipo de monitoramento é relevante principalmente para produtores de frutas de clima temperado – especialmente os persicultores, no caso de Pelotas. O município é tradicional polo produtor de pêssego, sendo responsável por mais de 90% da produção voltada à indústria de conserva. *Embrapa Clima Temperado

Comentários

VEJA TAMBÉM...