tecnologia

Tomra Food apresenta na Fispal tecnologia BSI ao mercado brasileiro


 

 

A TOMRA Food aproveitou mais uma edição da FISPAL para apresentar ao mercado brasileiro e aos seus potenciais clientes a tecnologia BSI, divulgando assim as suas vantagens e a forma de como agregar valor em um mercado tão competitivo como o do amendoim e das castanhas. 

 

O mercado das nozes e das castanhas é um dos mais promissores em território brasileiro e quem confirma são os dados dos últimos anos. Entre as oito castanhas e nozes mais consu- midas no mundo, quatro delas estão presentes no Brasil. No ano passado, as exportações do segmento somaram 134 milhões de dólares, uma cifra pouco representativa perto dos outros produtos da balança comercial do agronegócio brasileiro, mas um setor extremamente promissor. De acordo com o International Nut Council (INC), o consumo de castanhas e nozes no mundo tem crescido 6% ao ano e, na última década, o preço em dólar teve uma valorização de 400%.

 

Com os indicadores bastantes positivos, fazendo antever um futuro promissor, no entanto, os desafios da exportação são cada vez mais altos e a demanda para o exterior exige cada vez uma maior qualidade do produto final. João Medeiros, gerente comercial da TOMRA Food Brasil, afirma que "com o uso ainda frequente de processos manuais em território nacional, os beneficiadores estão procurando automatizar suas plantas com tecnologia de ponta, que permite uma substancial melhoria da qualidade do produto e assim estar em linha com as exigências internacio- nais". É nesse campo que a TOMRA Food pretende auxiliar o mercado brasileiro, com introdução de tecnologia de ponta já testada em diversos países em nível mundial e dessa forma aproveitou a Feira FISPAL 2019, que decorreu entre os dias 25 e 28 de Junho, em São Paulo, para apresentar a nova tecnologia: Nimbus BSI.

Mais: https://www.tomra.com/pt-br

 

Comments

SEE ALSO ...